LilianreinhardtArte.prosaeverso.net

Sensíveis Cordas!

Textos


desenho/Lilianreinhardt
(bico de pena /94)


                      UMA ESTÉTICA DA FOME



Difícil alinhavar o que se compreende como Estética, o estudo do Belo,  e estetizar a fome, a fome é Feia.  Entretanto, a ciência da Vida está nos revelando uma Arte da Fome que se faz
infame  e bela aos princípios de dês-discernimento humano. Formas culturais de regimes políticos acoplam idéias que massacram nas mais diversas culturas e povos,
não se sustenta mais a ganância famélica do poder desumano do homem sobre o outro e os demais seres dos reinos da natureza. Destrói o homem o seu planeta, a sua morada.O registro sensível dessa calamidade encontra-se presente nas próprias recriações sob a forma artística do próprio homem que a ciencia Estética denuncia sob a forma de Arte, nas várias culturas. Arte é espelho de formas de sentir e pensar, além de culturas e caminho de resgate de algo perdido. Um universo caótico prevalece, onde não há mais divisórias de respeito entre os seres humanos que massacram a si e os animais na natureza.. O homem explora o outro, sem qualquer noção mais de responsabilidade sobre seus atos, lhe rouba, bens, personalidade, aquisições morais,como se o mundo lhe pertencesse e ele pudesse soprar vidas. Até quando prevalecerá a estética dessa fome onde o vazio e irresponsabilidade predominam?  Redimensões de consciência abrem-se...o universo sincrônico trabalha suas Leis de causa e efeito e de compensações...amplia-se a claridade sob a escuridão visionária  do universo da psiquê Schopenhauriana (a quem Freud deve o galardão da Psicanálise), Arte é uma forma de conhecimento, de apreensão e percepção além da Ciência para Schopenhauer, e hoje a própria Ciência dela não mais prescinde, expande-se a consciência, partícula, onda ou flor, ou... o homem e os viventes  são filhos das Leis do Universo em expansão...
Lilian Reinhardt
Enviado por Lilian Reinhardt em 01/01/2012
Alterado em 04/01/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras