LilianreinhardtArte.prosaeverso.net

Sensíveis Cordas!

Áudios

Poema das Águas/reedição
Data: 22/03/2012
Créditos:
Título:Poema das Águas
Autoria e Declamação: Lilian Reinhardt
Gravação: Acústica JLS/Curitiba/PR
Agradecimentos: Jorge e Maria Elisa
Dedicatória: Hoje, 22 de março Dia Mundial da Água
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


imagem: antonio durães

                     POEMA DAS ÁGUAS 
                                                

                   Água pura,
                   cristalina,
                   sereno,
                   orvalho,
                   neblina,
                   hálito da noite,
                   ainda menina,
                   lava os pensamentos meus...
                   Águas das bicas,
                   das cachoeiras,
                   das fontes,
                   das enxurradas,
                   limpa as minhas madrugadas...
                   Água- chuva,
                   Chuva-água,
                   no poço fundo encontrada,
                   água nos velhos telhados pousada,
                   branca do céu caíndo,
                   escreve na vidraça empoeirada,
                   que o tempo ainda não é findo!
                   Água impetuosa,
                   nos braços do vento agitada,
                   corpo dos mares,
                   dos oceanos,
                   explica aos que não entendem,
                   que entre as águas,
                   não há enganos.
                   Fio d'água turva do caminho,
                   é água das grandes águas!....

   
            

                www.lilianreinhardt.prosaeverso.net  
                       www.poetasdelmundo.com
               
                
Enviado por Lilian Reinhardt em 22/03/2007

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras